O kibe de fato é originário da culinária árabe, mas é unânime que esse prato tradicional por lá também conquistou os brasileiros

Culinária árabe conquista os brasileiros

Prato tradicional da culinária árabe, o kibe caiu nas graças dos brasileiros

O kibe é originário da culinária árabe e foi trazido ao Brasil pelos imigrantes sírio-libaneses. No entanto, podemos afirmar, com tranquilidade, que esse prato caiu nas graças dos brasileiros também, sendo muito encontrado em restaurantes, padarias e lanchonetes (sem contar as festas). Cheios de tempero e sabor, são servidos geralmente fritos, crus ou assados. O nome vem de kubbeh, que em árabe significa bola.

Mas, você sabia que originalmente esse delicioso prato da culinária árabe era feito com carne de carneiro e era considerado um alimento das classes menos favorecidas? Isso porque no Oriente Médio a carne mais consumida era a de carneiro, já que gado não se adaptava a regiões com poucas pastagens. Outro fator importante é que o trigo misturado à carne possibilitava que o prato “rendesse mais”.

Por aqui a iguaria foi adaptada para a carne bovina, que é mais abundante. É considerado um prato nacional em países como Líbano, Iraque e Síria.

Na Casa da Esfiha, rede de restaurantes especializados em culinária árabe, o tradicional kibe é encontrado em quatro versões. Além de frito, simples e com recheio de catupiry, há ainda as opções cru e assado. O kibe cru é preparado de maneira tradicional com carne selecionada, trigo integral, hortelã, cebola e temperos árabes, acompanhado de pão sírio. Já o kibe assado é feito com uma combinação de carne, farinha de trigo e castanhas assadas. Alface, hortelã, coalhada seca e pão sírio acompanham esse delicioso prato.